Arquivo

Archive for the ‘Basquete’ Category

Basquete: Contratações de Vitinho, Lupa e Juliano Armani são confirmadas pelo Vasco


Bruno Braz @brazbruno
Basquete 🏀: Vasco confirma mais 3 reforços. São eles: Vithinho (armador, Mogi); Lupa (pivô, Pinheiros) e Juliano Armani (armador, Basquete Cearense)
Leia mais…

Anúncios
Categorias:Basquete Tags:

Basquete: Vasco tem patrocínio engatilhado com a TIM, mas precisa obter certidões negativas de débito


Bruno Braz @brazbruno
Aos que perguntam, o Vasco tem engatilhado um patrocínio com a TIM exclusivamente para o basquete, mas para isso, precisa obter as certidões negativas de débito

Esse patrocínio viria através das Leis de Incentivo ao Esporte, por isso a exigência das certidões

Como estão com as CND’s em dia, Botafogo e Fla já conseguiram tal parceria assim como o Flu para o vôlei feminino

Fonte: Twitter do jornalista Bruno Braz/UOL

Categorias:Basquete, Curtinhas Tags:

Basquete: Alberto Bial é o novo técnico do Vasco


O técnico Alberto Bial está de volta a São Januário. Campeão carioca (1997) e sul-americano (1998) com o Vasco, o treinador de 65 anos assinou contrato de um ano com o time cruzmaltino, visando o Campeonato Carioca e a próxima edição do Novo Basquete Brasil. O acordo foi fechado nesta segunda-feira (11/06).
Dono de uma das mais ricas histórias do basquete brasileiro, e com passagens por diversos clubes, Alberto Bial dirigiu o Joinville (SC) nas três primeiras edições do NBB e depois assumiu como técnico do Basquete Cearense (CE), onde permaneceu até a última temporada.

Leia mais…

Categorias:Basquete Tags:

Basquete: Vasco vence o Pinheiros fora de casa pelo NBB: 76 a 72


O Vasco da Gama conquistou uma importante vitória no NBB CAIXA 2017/2018 neste sábado (03/02). Jogando fora de casa, em São Paulo, a equipe cruz-maltina mostrou grande poder de decisão nos minutos finais, segurou reação do Pinheiros e venceu o duelo realizado no Ginásio Henrique Villaboim, por 76 a 72.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio master da CAIXA, os patrocínios da SKY, INFRAERO, Avianca, Nike, Penalty e Wewi e o apoio do Ministério do Esporte.
Leia mais…

Categorias:Basquete Tags:

Basquete: Vasco enfrenta o Mogi fora de casa nesta 5ª-feira às 20h pelo NBB


A sequência de jogos do Gigante do Basquete em São Paulo tem continuidade nesta quinta-feira (01/02), às 20 horas, contra o Mogi. O palco da partida válida pela quarta rodada do returno do NBB 10 será o Ginásio Professor Hugo Ramos, em Mogi das Cruzes. Ocupando a 11ª posição e somando seis vitórias em 17 jogos, o Vasco tenta manter o bom momento alcançado na segunda parte do campeonato, onde conquistou duas vitórias em três duelos. Com 12 triunfos em 15 partidas, a equipe paulista vem de dois resultados positivos e está na 3ª colocação.
Leia mais…

Categorias:Basquete Tags:

Basquete: Vasco vence o Minas na Arena Carioca 1 pelo NBB: 70 a 54


Os jogadores e o técnico André Barbosa prometeram uma “virada de chave” do Vasco da Gama no segundo turno do Novo Basquete Brasil. E, ao que parece, deram o primeiro passo nesta terça-feira, na estreia do returno, ao vencer o Minas Tênis Clube, na Arena Carioca 1, no Parque Olímpico da Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, pelo placar de 70 a 54. O treinador teve o reforço de um velho conhecido. Após reunião com dirigentes, o americano David Jackson, que estava afastado por conta de salários atrasados, foi reintegrado. E foi importante para o triunfo, sendo um dos destaques do Cruz-Maltino, bem como Nezinho, Lucas Mariano e Guilherme Giovannoni. Assim, o time de São Januário encerrou uma sequência de três derrotas.

O jogo

Parisotto começou marcando para o Minas e, logo em seguida, um problema nos cronômetros parou o duelo. A paralisação durou poucos minutos, mas o sistema não voltou à normalidade, e o locutor precisou ficar avisando do estouro do relógio de posse de bola. Renato marcou pelo Vasco. Wesley fez pelo visitante. Gustavo empatou. Parisotto contabilizou mais dois pontos, e Giovannoni deu o troco da mesma forma. Nezinho colocou o Vasco na frente pela primeira vez com bola de três. David Jackson, que estava afastado do time por conta de salários atrasados, entrou em quadra faltando pouco menos de 2 minutos para acabar a parcial. E foi bem. Fez cinco pontos e, ao lado de Lucas Mariano, foi quem mais marcou pelos mandantes. O Cruz-Maltino saiu com vantagem boa para a segunda parcial: 21 a 8.

DJ voltou entre os titulares. O Minas sofria, e o técnico precisou mexer no time, colocando Gegê e Teichmann. Jefferson fez dois no lance livre, e Rush chutou curto para diminuir a desvantagem. O Vasco marcou dois com Renato. De três, Wesley deu o troco. Lucas Mariano fez em chute curto. Parisotto acertou dois lances livres. Lucas, do Cruz-Maltino, deu um toco. Mais tarde, conseguiu novo bloqueio, recebeu de Nezinho e fez de três. Ele, que normalmente figurava no quinteto titular, entrou como suplente no jogo desta terça. Deu certo, e ele apareceu bem. Os mineiros tiveram uma melhora e foram melhores na parcial, com 16 a 13, mas, no somatório, os vascaínos levaram para o intervalo com 34 a 24 no placar.

No terceiro quarto, Roquemore abriu o placar pelo Minas. Wesley fez de três. Hayes, do Vasco, acertou arremesso de dois pontos. Mas Nezinho foi quem brilhou. Ele marcou três bolas seguidas de fora do garrafão, levando a torcida e os companheiros ao delírio. O técnico do Minas botou Rush e Mosso, que chegou marcando três pontos. Depois, foi a vez de David Jackson aparecer com boa assistência para a cravada de Hayes. Os mineiros voltaram à carga e, com Mosso, ficaram a apenas sete pontos do rival. André Barbosa chamou o time para conversar. Saiu Hayes, entrou Giovannoni. DJ fez com passe do camisa 12 do Vasco, que saiu para o último quarto com 49 a 40 no placar.

Logo no início da última parcial, Lucas Mariano fez falta antidesportiva, e Rush fez os dois lances livres. Lucas Mariano deu troco em chute curto na assistência de David Jackson. Giovannoni conseguiu recuperação sensacional e ligou Dedé, que marcou. No estouro do relógio da posse, Lucas Mariano conseguiu dois dentro do garrafão. Giovannoni ampliou com chute de fora e comemorou. Rush deu troco na mesma moeda. O Minas ensaiou uma reação, mas Gustavo fez de três para afastar. A torcida gritava “Ô, Urubu, pode esperar, a sua hora vai chegar”, em referência ao clássico de sábado, às 14h (de Brasília), contra o Flamengo. E assim o time saiu vitorioso por 70 a 54.

Escalações:

Vasco: Renato, Nezinho, Gustavo, Guilherme Giovannoni e Chris Hayes. Suplentes: Lucas Mariano, David Jackson, Alexei, Luiz Felipe, Fúlvio e Bruninho. Técnico: André Barbosa.

Minas: Wesley, Parisotto, Teichmann, Gegê e Roquemore. Suplentes: Rush, Jefferson, Big, Augusto, Lelê, Mosso e Rhoomes. Técnico: Espiga.

Próximos compromissos:

O Vasco agora jogará o dérbi contra o Flamengo no dia 27 de janeiro, sábado, às 14h (de Brasília). Por determinação da polícia militar, será com torcida única dos cruz-maltinos, que são os mandantes do clássico. Já o Minas Tênis Clube enfrenta o Campo Mourão em casa no dia 29 de janeiro, às 19h.

Fonte: GloboEsporte.com

Categorias:Basquete Tags:

Basquete: Vasco perde para o Paulistano em São Januário: 77 a 71


Após vencer o Botafogo e desbancar o Campo Mourão, o Vasco da Gama recebeu o Paulistano neste sábado em sua última apresentação no Ginásio de São Januário, na Zona Norte do Rio de Janeiro, em 2017. Depois de um início muito ruim, os vascaínos se recuperaram na segunda parcial e chegaram à virada na terceira impulsionados por grande atuação de Nezinho. Mas, no último quarto, os visitantes melhoraram, sobretudo por conta do americano naturalizado peruano Kyle Fuller. Assim, o Cruz-Maltino acabou derrotado em casa pelo placar de 77 a 71.

– Jogamos contra um time que é vice-campeão do NBB, um grande técnico, grandes jogadores, e nosso começo foi muito ruim. Tivemos a capacidade e a sabedoria de vencer a partida, mas para você recuperar dessa forma, tem que correr muito, gasta gasolina muito rápido, e creio que no final estávamos pregados. Então a gente teve a hombridade de virar após 20 pontos atrás. Depois faltou. É cansaço. Acredito que no fim eles estavam mais inteiros que a gente devido ao início da partida – comentou Nezinho, camisa 23 do Vasco da Gama.
Leia mais…

Categorias:Basquete Tags:
%d blogueiros gostam disto: