Arquivo

Archive for 02/10/2020

Alexandre Campello obtém liminar na Justiça e fica elegível para tentar reeleição no Vasco


Alexandre Campello conseguiu liminar na Justiça na manhã desta sexta-feira e, com isto, passou a ser elegível a se candidatar à reeleição para presidente do Vasco. O Esporte News Mundo teve acesso a detalhes do caso. A decisão foi assinada pela juíza Daniela Bandeira de Freitas, da 15ª Vara Cível da Capital do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ). Cabe recurso.

“A par das questões políticas que servem de ´pano de fundo´ e que, por óbvio, não nos cabe aqui perquirir, a probabilidade do direito decorre de duas questões jurídicas principais trazidas ao conhecimento deste MM. Juízo. A primeira diz respeito à violação do devido processo legal, quando em decisão única e definitiva da Junta Recursal, foi negado ao autor, inclusive por ausência de regulamentação estatutária, o direito à revisão (recurso administrativo) da decisão que acolheu a impugnação de sua candidatura e o tornou inelegível, em evidente violação ao artigo 5º, inciso LV da CRFB/88”, argumentou a juíza ao deferir a tutela, completando:

“Ademais, frise-se que a decisão não foi unânime, o que justificaria a previsão estatutária, repita-se omissa, não só como direito fundamental ao recurso, como a uma revisão. Os direitos fundamentais assegurados pela Constituição vinculam diretamente não apenas poderes públicos, pois também estão direcionados à proteção dos particulares em face dos poderes privados. As violações a direitos fundamentais não ocorrem somente no âmbito das relações entre o cidadão e o Estado, mas igualmente nas relações travadas entre pessoas físicas e jurídicas de direito privado. Sendo assim, o espaço de autonomia privada conferido às associações está limitado pela observância aos princípios e direitos fundamentais inscritos na Constituição”.

A magistrada, na decisão, destacou que caso no fim do processo fique definido outra linha, como Alexandre Campello ficar inelegível novamente, nova eleição poderá ser feita pelo Vasco: “Não há perigo de irreversibilidade, eis que eventual improcedência da ação demandará do Clube a realização de novas eleições ou a concretização de solução adequada, conforme regra estatutária. Pelo exposto, DEFIRO a liminar para determinar a suspensão dos efeitos da decisão exarada pela Junta Recursal, órgão temporário da Assembleia Geral, que declarou o autor inelegível; e para declarar, por consequência lógica, a situação jurídica de candidato elegível do associado Sr. ALEXANDRE CAMPELLO DA SILVEIRA para o pleito que ocorrerá na realização da Assembleia Geral Ordinária em 07/11/2020, garantindo-lhe o direito à sua respectiva inscrição eleitoral até 06/10/2020”.

Ao argumentar em juízo o pedido liminar no início da semana, conforme o ENM antecipou, a defesa de Campello relatou o seu entendimento diante da situação: “De fato, em atitude desprovida de amparo legal e de cunho eminentemente político, a Junta Recursal – órgão temporário inserido no âmbito da ASSEMBLEIA GERAL do VASCO DA GAMA – por 3 votos a 2 (sendo necessária a utilização de voto de qualidade pelo Presidente do Conselho Fiscal do clube), excluiu o Autor das listas de sócios aptos a serem votados nas próximas eleições para a Diretoria Administrativa”.

Seguiu Alexandre Campello: “A alegação que foi acolhida pela Junta Recursal foi a de que a falta de aprovação das contas de 2018 da gestão comandada pelo Autor seria motivo para torná-lo inelegível, apesar do texto daquele dispositivo expressamente falar em inadimplência na prestação das contas do Clube (o que significa deixar de apresentar as contas) e não em deixar de tê-las aprovadas, duas situações absolutamente distintas”, completando:

“O fundamento da decisão que impede o Autor de disputar a reeleição é tacanho e desprezível, não podendo gerar os danosos efeitos ao Autor, o que impõe a sua imediata recondução à listagem de associados elegíveis, permitindo que possa ele disputar a reeleição, que será realizada na Assembleia Geral Ordinária, já marcada para o dia 07.11.2020, sendo necessário ressaltar que o prazo para a inscrição para o certame se encerra no dia 06.10.2020, daí a urgência do pleito”.

Completou Campello: “A exclusão do Autor das listas de sócios aptos a serem votados nas próximas eleições para a Diretoria Administrativa do VASCO DA GAMA não seguiu as disposições do Estatuto Social do Club e nem a Lei Pelé (Lei nº 9.615/1998) e nem a Lei do PROFUT (Lei nº 13.155/2015), não restando ao autor outra alternativa senão se socorrer da Justiça, objetivando tão-somente garantir a observância dessas regras e evitar a ocorrência de arbitrariedades, violadoras do direito do autor, e assegurar a sua participação – como elegível na Assembleia Geral Ordinária de 07.11.2020 – e, por consectário lógico, como concorrente à reeleição para a Presidência da Diretoria Administrativa, já tendo, inclusive, lançado sua candidatura, em 15.09.2020, em convenção realizada na Casa de Trás os Montes e Alto Douro, na Tijuca, pela chapa “No Rumo Certo””.

Fonte: Esporte News Mundo

Categorias:Notícias Tags:

Vasco acerta o empréstimo de Bruno César ao Penafiel-POR até maio de 2021


O Vasco acertou nessa sexta a saída de Bruno César. O meia foi liberado, não treinou nesta sexta-feira e vai jogar no Penafiel, de Portugal. Ele foi emprestado até o fim de maio de 2021 ao clube português.

Os empresários de Bruno estão há duas semanas em Portugal ouvindo propostas pelo jogador. O Vasco não dificultou a negociação, liberou o atleta e vai arcar com parte dos salários. Apesar de o empréstimo ser até maio, a ideia do jogador é permanecer na Europa por mais tempo. Hoje, um eventual retorno ao clube carioca é considerado improvável.

Bruno César era reserva e não vinha recebendo muitas chances no Vasco. Quando foi escalado como titular por Ramon, ele não foi bem e perdeu espaço. De acordo com jornal “O Dia”, o meia embarca no domingo para a Europa.

Bruno César foi contratado em janeiro de 2019 com status de grande reforço. Porém, não conseguiu se firmar e terminou aquela temporada como reserva. No ano passado, jogou 30 jogos e fez quatro gols.

No início de 2020 ele foi afastado e autorizado a procurar um novo clube. Em maio, no entanto, entrou em acordo com o Vasco, aceitou reduzir o salário e renovou até maio de 2022.

Na ocasião, a extensão do contrato permitiu ao Vasco o alongamento da dívida com Bruno, na época avaliada em R$ 4 milhões e referentes a salários na carteira de trabalho e imagem. O clube ainda teria de pagar e, com a operação, safou-se de uma eventual ação na Justiça.

Em maio, o jogador aceitou reduzir o salário em cerca de R$ 100 mil e renovou por dois anos, até maio de 2022. Ainda assim o Vasco arcará parte dos vencimentos do jogador, que terá o salário dividido com Penafiel.

Fonte: ge

Categorias:Notícias Tags:

Talles Magno: ‘Tento lidar com o que o grupo espera de mim. Foco muito no pessoal do grupo, que é bem fechado e unido’


Em pouco mais de um ano como profissional, o jovem Talles Magno, de 18 anos, já experimentou os dois lados da moeda no futebol. Exaltado como uma das maiores revelações do país no ano passado, o atacante ainda não conseguiu repetir o nível de atuações e vem sendo questionado.

Em entrevista ao ge, Talles fez uma autocrítica. Reconheceu que não vem conseguindo fazer as mesmas coisas que fez em 2019, mas disse se sentir bem e aprovou suas atuações. Ele apontou a marcação mais dura dos adversários como um obstáculo, mas citou o fato de ser o jogador que mais deu assistências no Vasco em 2020. Foram quatro passes para gols no ano, o mesmo número de Martin Benítez.

– Tento lidar com o que o grupo espera de mim. Foco muito no pessoal do grupo, que é bem fechado e unido. E para eles eu estou jogando bem, eu também acho que estou jogando bem. Sou líder em assistências. Mas tem coisas que fiz no ano passado e que hoje em dia não dá para fazer. Até porque sou mais conhecido e visado.

– Estou me movimentando bastante e abrindo espaço para outros companheiros. Quando a bola chega ao meu pé tento fazer o meu melhor. E esse é o melhor que estou conseguindo fazer. Cada vez mais estou treinando para melhorar o meu melhor. E se o meu melhor está sendo esse, amanhã vai ser outro e, cada vez mais, e vou colhendo frutos e coisas boas para o meu futebol. Quando eu voltar a fazer o que eu fazia no ano passado e mais o que estou fazendo agora, serei um jogador completo – disse Talles.

Apesar do bom número de assistências, balançar as redes não tem sido algo comum para Talles. Na temporada, ele marcou apenas um gol em 22 jogos. Ainda assim o atacante acredita estar evoluindo no quesito finalização e reforça que marcar gols nunca foi o seu forte.

– Estou me sentindo bem. Nunca fui jogador de fazer muitos gols. No profissional estou aprendendo bastante e estou conseguindo finalizar duas ou três vezes por jogo. Nesses três últimos jogos marquei dois gols em que eu estava impedido e mandei uma bola na trave. Então estou melhorando cada vez mais nesse aspecto, que eu sentia falta de fazer essa movimentação para finalizar. E cada vez mais estou melhorando para ser um jogador mais completo e melhor.

Fonte: ge

Categorias:Notícias Tags:
%d blogueiros gostam disto: