Inicial > Notícias > Prefeitura do Rio mantém proibição de público nos estádios até o fim de setembro

Prefeitura do Rio mantém proibição de público nos estádios até o fim de setembro


Com quase um mês de bola rolando pelo Campeonato Brasileiro, a volta do público aos estádios de futebol ainda parece distante, embora haja diálogo de alguns clubes com a CBF, entre eles o Flamengo, para a criação de um protocolo unificado para todas as partidas.

Segundo O GLOBO apurou, a entidade, no entanto, tem notado resistência grande na maioria dos clubes e federações, e só vai tratar do tema de forma oficial quando houver uma liberação geral para o retorno da torcida, ainda que parcial.

No caso do Rio, o Flamengo também mantém conversas para a autorização de ao menos um terço de público no Maracanã, mas a Prefeitura prevê que a proibição vá durar ao menos todo o mês de setembro.

Com a ausência da torcida, o Flamengo estima perda de receita de mais de R$ 100 milhões que estavam previstos no orçamento do clube. Havia inclusive pacotes de jogos já vendidos para Brasileiro e Libertadores.

O movimento para o retorno do público no Rio não tem participação de Botafogo e o Fluminense, mas há clubes da Série A em outros estados do Brasil que abordam o tema junto à CBF, segundo fontes disseram à reportagem .

Procurada, a Prefeitura do Rio informou que “as torcidas permanecem proibidas nos jogos de futebol e demais competições esportivas na Fase 6A, que teve início nesta terça-feira (01/09)”.

Vale lembra que tal liberação estava prevista para a Fase 3B, em meados de julho. Mas não ocorreu por decisão do Comitê Científico, que avaliou os riscos de contágio no acesso dos torcedores aos estádios e também dentro deles.

A principal autoridade que precisa dar o aval é a Vigilância Sanitária, mas a Secretaria de Ordem Pública é ouvida para calcular as aglomerações possíveis com o trânsito de torcedores para os jogos.

“Lembrando que a duração da Fase 6A será de pelo menos 30 dias. No fim desse período, será feita nova avaliação pelo comitê científico, com base nos números de contágio, de ocupação de leitos nos hospitais e de óbitos. Todas as medidas previstas no Plano de Retomada do município são previsões – apenas previsões, vale ressaltar – e podem ser alteradas de acordo com o monitoramento das curvas de contágio da Covid-19”, esclareceu a Prefeitura do Rio, em nota enviada à reportagem.

Fonte: O Globo Online

Categorias:Notícias Tags:
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: