Inicial > Notícias > Jorginho enfrenta primeiro momento de pressão no Vasco; comitê gestor se reúne na terça

Jorginho enfrenta primeiro momento de pressão no Vasco; comitê gestor se reúne na terça


Há dois meses no comando do Vasco, Jorginho enfrenta seu primeiro momento de grande pressão. A derrota para o São Paulo foi a terceira seguida da equipe, o que motivou críticas da torcida. Nas redes sociais, a hashtag #ForaJorginho ficou entre as mais comentadas por todo o domingo. Na terça-feira, o comitê gestor de futebol do clube vai se reunir – e a expectativa é de que o técnico seja um dos assuntos.

Jorginho sofre com críticas da torcida, mas ainda goza de prestígio com Campello (Foto: Marcos Ribolli)Jorginho sofre com críticas da torcida, mas ainda goza de prestígio com Campello (Foto: Marcos Ribolli)

Jorginho sofre com críticas da torcida, mas ainda goza de prestígio com Campello (Foto: Marcos Ribolli)

O comitê gestor do Vasco costuma se reunir apenas em assuntos pendentes, como contratações, vendas ou demissões. Entretanto, a atual situação do treinador ainda não indica perigo. Jorginho tem boa relação com Campello, que não manifestou qualquer intenção de mudar o comando. Entre a diretoria, a opinião é de que a pressão atual é muito mais externa do que propriamente dentro do clube.

Jogo com a LDU pode ser determinante

Apesar disso, começam alguns questionamentos em relação ao treinador. E a partida contra a LDU , na quinta-feira, pela Copa Sul-Americana, é vista como decisiva.

A depender do rendimento e do resultado, há quem acredite, dentro da diretoria, que possa haver mudança. O Vasco precisa vencer por dois gols de diferença, no mínimo, para ter chance de avançar – perdeu o primeiro jogo por 3 a 1.

Oscilação do time e reforços para estrear: a balança de Jorginho

Contratado em junho, Jorginho teve um bom período para preparar o time, durante a Copa do Mundo. Entretanto, ainda não conseguiu dar consistência à equipe, que sofre com momentos de falta de concentração. Por outro lado, o rendimento diante do São Paulo foi aprovado, embora as substituições não tenham agradado à torcida.

– Pode ser que a pressão por um resultado melhor, talvez uma colocação melhor pese, mas a realidade é que temos trabalhado muito. Eles sabem quem eles são e o que eles querem, e foi muito bom eles verem que é possível nós alcançarmos uma posição melhor. Nossa posição é de alerta e não de desespero – disse Jorginho após o jogo no Morumbi.

A seu favor, o técnico tem o fato de ainda não ter conseguido usar os principais reforços do Vasco no segundo semestre: os atacantes Maxi López e Vinicius Araújo, o zagueiro Leandro Castan e o lateral Lenon.

Até o momento, Jorginho comandou o Vasco em nove jogos: são três vitórias, dois empates e quatro derrotas.

Fonte: Globoesporte.com – Bruno Giufrida e Felipe Schmidt

Categorias:Notícias Tags:
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: