Inicial > Basquete > Basquete: Vasco perde para o Bauru fora de casa pelo NBB: 82 a 58

Basquete: Vasco perde para o Bauru fora de casa pelo NBB: 82 a 58


Em clima de homenagens pela tragédia com a Chapecoense, pivô do Dragão faz duplo-duplo, quebra recorde e leva seu time à vitória sobre o Cruz-Maltino: 82 a 58

Num dia marcado pela maior tragédia do futebol nacional, a noite desta terça-feira foi marcada pela homenagem do basquete às vitimas do acidente aéreo com a delegação da Chapecoense, na Colômbia. Em partida válida pela sétima rodada do Novo Basquete Brasil (NBB 9), o desfalcado Bauru Basket contou com o talento de seu pivô Rafael Hettsheimeir para vencer o Vasco da Gama por folgados 82 a 58, resultado que recolocou os atuais vice-campeões na briga por uma posição melhor na tabela do nacional.

A partida, disputada no ginásio Panela de Pressão, em Bauru, foi marcada por uma série de homenagens às vitimas da tragedia com a Chape, que foram desde a exibição de faixas, em quadra e na torcida, até o cumprimento de dois minutos de silêncio, rigorosamente respeitados por todos os torcedores.

Mas quando a bola subiu, surgiu o talento de Hettsheimeir, que anotou um duplo-duplo (34 pontos e 13 rebotes), De quebra, o pivô do time bauruense e da seleção brasileira, quebrou um recorde pessoal, ao superar a sua atinga melhor marca de ponto no NBB (29 tentos anotados num único jogo). Também contribuiu para a vitória o ala Gui Deodato, com 15 pontos. Pelo lado vascaíno, destaque para o ala gaúcho, com 22 pontos. O norte-americano David Jackson, com 10 pontos, foi o outro vascaíno a conseguir dois dígitos.

Com a vitória, Bauru se reabilita da derrota para o Pinheiros e chega à sua terceira vitória em seis jogos, subindo para a sétima colocação e superando o próprio Vasco da Gama, que, ao somar sua quarta derrota em quatro jogos, ficou com 43% de aproveitamento, na oitava colocação.

Pela oitava rodada do NBB 9, as duas equipes voltam a jogar já nesta quinta-feira: às 20h, o Bauru entra em quadra novamente diante sua torcida, no ginásio Panela de Pressão, para receber o Caxias do Sul; um pouco depois, às 20h10, o Vasco da Gama vai a Franca para encarar o time local no ginásio Pedrocão, em partida com transmissão ao vivo pelo canal SporTV.

O jogo

Após mais um minuto de silêncio em memória à tragédia com a Chapecoense, agora apenas com os titulares de cada time em quadra, a partida começou marcada pelo equilíbrio, com os times demonstrando bom aproveitamento. Por conta do desfalque de três alas (Alexa Garcia, Léo Meindl e Léo Eltonk, todos contundidos), o Bauru passou a concentrar seu jogo no pivô Rafael Hettsheimeir, destaque do período com 10 pontos anotados.

O equilíbrio só terminou depois que o armador Valtinho anotou quatro pontos num único ataque – numa infiltração e no roubo da bola logo na saída –, o que obrigou o técnico Cristiano Pereira a parar o jogo para acertar o Cruz-Maltino. Mas o Bauru abriu frente e fechou a parcial com uma cesta no estouro do cronômetro de Gui Santos: 24 a 12.

No segundo quarto, as equipes voltaram com uma defesa mais agressiva, o que derrubou a média de pontos de ambos os lados – na metade da parcial o placar anotava módicos 7 a 6 para o Vasco. Neste momento, Bauru ganhava mais um desfalque, depois que o armador Gui Santos caiu feio numa disputa com David Jackson, torceu o joelho, e precisou ser retirado de quadra na maca e atendido pelos paramédicos de plantão.

A partir daí, o Vasco cresceu no jogo, especialmente graças à atuação destacada do ala Gaúcho, que deixou o banco para anotar impressionantes 15 pontos apenas no período, levando os cariocas a vencerem a parcial por 20 a 15, diminuindo a vantagem do Bauru, que foi para os vestiários com sete pontos de frente: 39 a 32.

Na volta do intervalo, Bauru seguiu apostando na eficiência de Hettsheimeir, que voltou a anotar 10 pontos num período e ainda pegou cinco rebotes, despontando como o cestinha da noite. No lado vascaíno, à exceção de Gaúcho (sete pontos), os demais jogadores apresentaram aproveitamento muito baixo, na casa do 30%. O pivô Murilo, por exemplo, no reencontro com seu ex-time, permanecia zerado até o fim do terceiro quarto. Com isso, os donos da casa venceram a parcial (20 a 16) e ampliaram a vantagem para 11 pontos: 59 x 48.

O quarto final começou com Hett acertando uma de três e Gui cravando uma enterrada, o que levantou os torcedores que foram ao Panela de Pressão. O Vasco acusou o golpe e com pouco mais de três minutos de bola quicando o placar já apontava 11 a 2 para os donos da casa. Com o placar sob controle, o técnico Demétrius Ferracciú girou seu banco e administrou a vantagem para vencer o período (23 a 10) e fechar o jogo com boa folga de 24 pontos: 82 a 58.

No reencontro com seu ex-time, pivô Murilo Becker anotou apenas dois pontos

Fonte: GloboEsporte.com

Anúncios
Categorias:Basquete Tags:
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: