Início > Notícias > Basquete: Vasco perde para o Vitória em São Januário pelo NBB: 70 a 60

Basquete: Vasco perde para o Vitória em São Januário pelo NBB: 70 a 60


Vasco e Vitória entraram em quadra nesta quinta-feira à noite no ginásio de São Januário, na Zona Norte do Rio de Janeiro, para um jogo válido pela sexta rodada do Novo Basquete Brasil. Sem ligar para a pressão dos torcedores dos donos da casa, os baianos mostraram que não são os líderes da competição à toa. Eles começaram perdendo na primeira parcial, mas conseguiram a virada e, marcando muito bem, impediram o ataque vascaíno de funcionar. Assim, os comandados de Régis Marrelli, que fizeram 70 a 60, seguem na ponta do torneio nacional, alcançando a marca de cinco vitórias em cinco jogos disputados e ampliando sua invencibilidade. Dessa forma, os visitantes frearam a sequência dos cariocas, que venceram seus dois jogos anteriores, diante de Mogi das Cruzes e Basquete Cearense, no mesmo local.

O cestinha do jogo foi Hayes, do Vitória, com 17 pontos, sendo um de três e 10 lances livres. Ainda pelo time baiano, os destaques foram Key, com 14 pontos, e Dawkins, com 13. Coimbra fez oito pontos. Pelo Vasco, o maior marcador foi Murilo, que fez 16 pontos. Chamaram atenção ainda Hélio, com nove pontos, e David Jackson, com oito pontos e quatro assistências.

Vasco da Gama e Vitória se enfrentaram pela primeira vez em uma edição do NBB nesta quinta-feira à noite. Mas as equipes já se encontraram antes disso. Foi na pré-temporada, pelo Torneio Super Four Rio-Nordeste, em Fortaleza, no Ceará. Os dois mediram forças pela última rodada. Na ocasião, os baianos venceram, por 70 a 66, mas os vascaínos foram os campeões da competição.

Na próxima rodada, nesta terça-feira, o Vasco encara o Bauru no Ginásio Panela de Pressão, às 20h (de Brasília), com transmissão ao vivo do canal SporTV e Tempo Real no GloboEsporte.com. O Vitória, por sua vez, joga novamente fora de casa. O próximo embate será contra o Campo Mourão, às 20h15, de quarta-feira.

O JOGO

O Vasco começou com bom volume, marcando com Jackson, Murilo e, de fora do garrafão, com Hélio. Mariano fez dois para os baianos no rebote de um erro de Kurtz, que pulou sozinho para enterrar e falhou. Ele se redimiu em boa jogada de André, mas Jackson freou a reação do visitante ao fazer mais três pontos. Hélio aumentou em chute curto. Hayes marcou três pontos em um arremesso e em um lance livre a quatro minutos do fim da primeira parcial. Jackson chamou a atenção com uma finta e uma bola certeira de três, e seu compatriota Key fez parecido. O gringo do Vitória se deu bem em seguida em um contra-ataque rápido em que marcou dois pontos e ainda levou um lance livre de bonificação. A boa jogada de André deixou o Vitória a apenas um ponto do Vasco, e a parcial terminou 18 a 17 para os donos da casa.

O segundo quarto começou com equilíbrio, e as duas equipes alternaram na frente no placar. O Vitória virou logo no começo, mas Murilo botou o Vasco na ponta de novo em assistência bonita de Jackson. Hayes, de três, deixou os baianos na dianteira. Hélio se destacou em contra-ataque puxado por Wagner, que estava no banco no primeiro quarto. Os visitantes chegaram a abrir cinco pontos de vantagem, e o técnico Christiano Pereira pediu tempo. O jogo esquentou quando Dawkins fez falta dura no argentino Palacios, que saiu rolando no chão e converteu dois lances livres. Braga respondeu pelos baianos, que mantiveram o domínio até o fim. Assim, os visitantes foram para o intervalo com a vitória parcial: 36 a 31.

A força da torcida ajudou o Vasco no início do 3º quarto. Márcio fez o time encostar com um chute de três. Mas o Vitória respondeu com Coimbra e Mariano. Murilo reduziu em dois lances livres, mas Dawkins deu o troco. Palacios foi derrubado e marcou dois pontos na linha de lance livre. Depois, Fiorotto incendiou o público em bonita enterrada. Na linda assistência de Hélio, Márcio marcou mais dois. O jogo esquentou e passou a ter muitas faltas em sequência. O time da casa começou a errar muito, e uma falha de Hélio irritou o público. Em jogada individual, Renato fez e vibrou. Marcando bem, os visitantes ditaram o ritmo, e Murilo aumentou a distância para 10 pontos. O Vasco ainda diminuiu, mas o placar ficou em 55 a 47 para os rubro-negros.

O Vasco precisava partir para cima, mas foi o Vitória quem começou marcando. Key fez de bandeja. Os baianos ampliaram, e Christiano Pereira chamou os vascaínos para conversar. Gaúcho incendiou a arquibancada ao enfim marcar pelo time da casa na última parcial e, em seguida, evitar os pontos adversários na base da raça. Hayes esfriou um pouco o clima convertendo um lance livre, mas Murilo diminuiu. O americano voltou a marcar na linha de lance livre e, de novo, foi Murilo quem respondeu. Braga, do Vitória, errou sozinho dentro garrafão, e seus companheiros lamentaram. Dawkins marcou no lance livre. Murilo, de novo, reduziu pelos mandantes, mas o líder do campeonato só precisou administrar sua vantagem para fechar o placar em 70 a 60, com a torcida do Vasco pegando no pé de Christiano Pereira e gritando: “Queremos técnico”.

ESCALAÇÕES

Vasco da Gama: Nezinho, Hélio, David Jackson, Fiorotto e Murilo Becker. Reservas: Márcio, Marcellus, Wagner, Drudi, Palacios, Bruninho e Gaúcho. Técnico: Christiano Pereira.

Vitória: Dawkins, Mariano, Kurtz, André e Hayes. Reservas: Renato, Braga, Coimbra, Murilo e Key. Técnico: Régis Marrelli.

Fonte: GloboEsporte.com

Anúncios
Categorias:Notícias Tags:
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: