Inicial > Basquete > Basquete: Na estreia do NBB, Vasco vence o Minas em Belo Horizonte:83×85

Basquete: Na estreia do NBB, Vasco vence o Minas em Belo Horizonte:83×85


Em seu retorno ao cenário nacional do basquete e exatos cinco meses após conquistar a Liga Ouro, o Vasco sofreu mas venceu o Minas na prorrogação, em Belo Horizonte, por 85 a 83, em partida válida pela segunda rodada do NBB. A partida ficou marcada pelo equilíbrio entre as duas equipes, com viradas no segundo e último quartos. Na última parcial, inclusive, o duelo ganhou em emoção, quando os mineiros viraram o placar faltando 43 segundos, e ainda tiveram a chance de vencer o jogo quando Macedo teve três lances livres, com 11 segundos no relógio. O ala errou o primeiro e acertou os dois últimos.

Os donos da casa foram comandados pela dupla americana Rodgers e Maynard responsáveis por 39 pontos do Minas no jogo. Já do lado do Cruz-maltino, sem estar em seu 100%, David Jackson foi poupado pela comissão técnica e não jogou nenhum minuto. Com isso, Márcio, substituto do americano, foi o segundo maior pontuador do Vasco na partida com 16 pontos, além de ter acertado todos seus arremessos nos primeiros 10 minutos em quadra (duas bolas de três e uma de dois). Com 23 pontos, Rodgers foi o cestinha da partida. Do lado do Vasco, o principal pontuador foi Hélio, que anotou 17 pontos.

Jogo entre Vasco e Minas foi marcado pelo equilíbrio (Foto: Fotos:Orlando Bento/MTC)

Na sequência do NBB, o Vasco continua atuando longe de São Januário. O time carioca vai até Brasília encarar os tricampeões do torneio, no sábado às 14h (de Brasília), em partida válida pela primeira rodada da competição. Já o Minas segue para a terceira rodada, quando vai até o Ceará medir forças com o Basquete Cearense, na terça às 20h30 (de Brasília)

O JOGO

O cartão de visitas do Vasco na NBB foi logo com Hélio, em uma cesta de três. A resposta do Minas foi com Maynard em uma bola de dois, seguida de uma falta convertida em lance livre. Na sequência, Nezinho e Márcio acertaram, cada um, um arremesso de três. A boa porcentagem de acertos em bolas de dois da equipe mineira, no entanto, fez com que a diferença se mantivesse pequena. Nem mesmo uma segunda bola três de Márcio, que acertou todos os arremessos nos primeiros dez minutos de partida, foi capaz de evitar a virada do placar faltando três minutos para o fim do primeiro quarto. As duas equipes continuar com mesmo ritmo, e a bola de três de Xande decretou a vitória de Minas na primeira parcial: 24 a 22.

O segundo quarto começou parecido com o anterior. Em uma bola de três, Gaúcho abriu o placar do Cruz-maltino na parcial, após Maynard acertar o lance livre. O ala/pivô ainda deu a assistência para Macedo acertar um chute de três, que foi prontamente respondido com Hélio, empatando o quarto em 6 a 6. Com alguns erros e faltas dos dois times, o Vasco voltou à ficar na frente em uma bola de três de Drudi. O quarto, então, ficou marcado pela trocar de liderança no placar, com cestas de Mosso, do Minas, e Palácios, do Vasco. Mesmo com o bom momento de Siqueira, anotando quatro pontos em sequência, o armador argentino do time de São Januário e deu números finais ao quarto: 44 a 38.

Mais uma vez uma bola de três abriu o caminho do Vasco em um quarto. Só que no caso da terceira parcial foram logo duas com Murilo e Palácios. A falta antidesportiva de Gaúcho poderia ter diminuído a distância no placar, mas Maynard errou um dos arremessos e Rodgers desperdiçou a posse na sequência. Com menos de dois minutos, Raul Filho, treinador de Minas, pediu tempo e deu certo. O time de Belo Horizonte anotou quatro pontos e diminuiu a distância para sete pontos. Palácios, em sua característica, fez mais três pontos para os visitantes e chegou a nove no quarto. Mesmo com a vantagem de 13 pontos, Hélio cometeu uma falta antidesportiva e Christiano Pereira, treinador do Vasco, uma outra técnica. No final do quarto, Rodgers voltou a marcar de três e acirrou a partida para o último quarto. O final da terceira parcial ficou 69 a 57.

O último quarto teve seu início marcado por muitos erros e poucos pontos. Com cinco minutos de partida, apenas dez pontos tinham sido feitos. Siqueira, do Minas cometeu sua quinta falta e deixou o confronto. Os quatro pontos, dois de Xande e dois de Macedo, levaram o Pereira a parar o jogo. Faltando três minutos, Minas resolveu apertar em busca da virada. O cestinha da partida voltou a aparecer e diminui a vantagem para apenas três pontos. Wesley diminui a para apenas um ponto e o treinador do Gigante da Colina pediu tempo mais uma vez. Na volta, Xande virou a partida, em bola de três. Mais um pedido de tempo, e Fiorotto colocou o Vasco mais uma vez na frente. A última parcial terminou em 77 a 77.

Na prorrogação, o Vasco iniciou com três pontos de Márcio. Hélio em um lance livre aumentou a diferença para quatro pontos. A partida, então, ficou marcada por erros das duas equipes. Principal jogador do Minas, Rodgers anotou dois pontos, com lances livres e diminuiu a distância. Hélio chutou uma bola certeira de três, mas Rodgers, para dois, e Xande, com um lance livre, manteve os donos da casa no páreo. Christiano parou a partida mais uma vez. Com mais um lance livre no fim, Drudi deu números finais para o duelo: 85 a 83.

 

Fonte: GloboEsporte.com (texto), LNB (estatísticas)

Categorias:Basquete Tags:
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: